Notas


18 Jun 2019

Novos ares

Luan Santos

Novos ares A semana começou com notícias mais otimistas para o setor turístico da Bahia e do Brasil, que vem enfrentando uma crise por conta do processo de recuperação judicial da Avianca, que, por sua vez, provocou uma alta substancial no valor das passagens. Nesta segunda-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sancionou o projeto que autoriza a participação de até 100% de capital estrangeiro em companhias aéreas com sede no Brasil. Por outro lado, Bolsonaro vetou a volta do despacho gratuito de bagagens nas aeronaves. 

Com as duas medidas, o trade turístico comemora a possibilidade de ampliação exponencial da malha aérea do país, o que vai reduzir o custo das passagens e, consequentemente, potencializar o turismo. Por um lado, a abertura do mercado para as companhias internacionais vai permitir a entrada de empresas de baixo custo no país. Por outro, o veto de Bolsonaro é mais um trunfo para que estas empresas venham para o Brasil. Na capital baiana, pelo menos duas empresas estrangeiras já estão em negociação com a prefeitura: a chilena Sky Airline e a norueguesa Norwegian. Com o novo cenário, as conversas devem avançar ainda mais. 
 
Foto: Divulgação. Siga o insta @sitealoalobahia.